Gravar voz = trabalho de parto

Não existe pra mim coisa mais difícil do que gravar voz, aceitar e entender o seu próprio timbre, o volume, a interpretação, a afinação, menos ou mais vibrato, fazem com que eu esteja sofrendo demais nesse processo, muda até o meu humor; só consigo comparar esse momento com uma mulher em um trabalho de parto ou com TPM aguda, ou seja, é pura sensibilidade.
Vou dar uma relaxada que hoje tem mais uma sessão de tortura: gravar minha própria voz.

Anúncios
Esse post foi publicado em My Road, Rec. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s